Outubro de 2015
ICSS LANÇA NOVA MODALIDADE DE CERTIFICAÇÃO

Faltou espaço para acomodar tantos interessados em conhecer um pouco mais sobre o processo de certificação e a nova modalidade de certificação por capacitação. A apresentação do ICSS sobre o tema no 36º Congresso Brasileiro de Fundos de Pensão encheu o auditório do espaço da UniAbrapp.
“É um projeto piloto. Já temos um primeiro convênio com a UniAbrapp, e vamos fazer com outras instituições de ensino também. Nosso estímulo para desenvolver essa modalidade é o conceito de que a certificação é resultado de um programa de educação continuada”, destacou o presidente do Instituto.

A modelagem da nova certificação foi explicada por Vitor Paulo Gonçalves e Liége Ayub, do Conselho Diretor do ICSS. Por se tratar de um projeto pioneiro, caberão ainda alguns ajustes e adaptações nos convênios com as instituições de ensino, ressaltou Gonçalves.
Para ser qualificar, o programa de ensino da instituição deverá cumprir todos os critérios exigidos pela metodologia de certificação do ICSS, respeitando níveis de conhecimento semelhantes ao da certificação por prova e o da certificação por experiência.

Leia mais sobre o convênio do ICSS com a UniAbrapp na entrevista desta edição.

Assim, a nova opção ajudará a desmistificar a certificação e melhor atender aqueles profissionais que demonstravam alguma resistência com relação aos outros processos.

“Observamos que algumas pessoas faziam o curso preparatório, mas não se submetiam à prova de certificação. Por receio, perdiam uma oportunidade. Então, a ideia é vencer essa etapa. Se a pessoa foi bem no curso de capacitação, que isso se torne possibilidade também para ela se certificar”, observou Liège Ayub.

A certificação não pode ser vista como um instrumento para exclusão ou inibição da participação de profissionais e dirigentes dos fundos de pensão, acrescentou Vitor Paulo. “Ela deve ser um instrumento para a educação continuada. O objetivo final dessa qualificação é assegurar o melhor benefício, com menor risco, para os participantes”.

2016 será um ano de novidades para os profissionais de fundos de pensão. O ICSS adentrará o ano com o banco de questões inteiramente atualizado, a revisão de processos internos concluída, e o site repaginado. Há também um aplicativo em vista, adicionou o presidente. O canal de comunicação com o Instituto está aberto.

“Na dúvida, sempre consulte o ICSS. Vamos atender cada profissional com muita atenção, analisando cada situação com zelo”, completou.


PERGUNTAS DA PLATEIA

Qual a pontuação necessária para eu conseguir a certificação por capacitação?
Perguntou um profissional que está concluindo um curso para conselheiros. Vitor Paulo esclareceu que os cursos a serem qualificados para a nova certificação e os critérios de aprovação dos mesmos serão verificados junto as instituições conveniadas e aprovados pelo Instituto. O superintendente-adjunto do ICSS, Ivan Corrêa Filho, acrescentou que a certificação não é automática. “São duas etapas: primeiro o profissional deve concluir e ser aprovado no programa de educação qualificado pelo convênio. Depois, ele poderá fazer a solicitação do reconhecimento junto ao ICSS”.

Fui recém-eleito para o conselho de uma entidade. Quais cursos me ajudarão a obter o reconhecimento junto ao ICSS?
Questionou um profissional mais experiente. Vitor Paulo lembrou que os conselheiros recém-empossados, sejam eleitos ou indicados, têm o prazo de até 1 ano para atualizar seus conhecimentos e obterem a certificação por um dos três processos: seja na modalidade por prova, comprovação de experiência ou por capacitação.

E a recertificação?
Quem deseja se recertificar já tem novas opções. O ICSS firmou recentemente convênio de cooperação técnica com a Anapar (Associação Nacional dos Participantes de Fundos de Pensão) para reconhecimento e pontuação de eventos da associação para o PEC. Vale lembrar que cursos e eventos realizados por empresas patrocinadoras dos fundos  também poderão ser avaliados para fins de pontuação desde que pertinentes a uma das áreas de referência listadas no regulamento do PEC (administração, finanças, atuária, contábil, auditoria, fiscalização e jurídica).

Exerci diversos cargos administrativos e financeiros, mas não consigo que sejam reconhecidos no processo de certificação por experiência. O que faço?
A banca examinadora realiza criteriosa análise dos documentos de comprovação de experiência oferecidos pelo candidato pautada no regulamento existente. Como a certificação é para seguridade social, serão consideradas as experiências dentro de organizações do setor. Casos mais complexos poderão ser revisados pelo Conselho Diretor do ICSS.

 

Voltar

ICSS 2015 - Todos os direitos reservados
O Informe ICSS é uma publicação mensal do Instituto de Certificação dos Profissionais de Seguridade Social.
Ano I – número 12 – Outubro Jornalista Responsável: Débora Soares
v