Novembro/Dezembro de 2015
CONCLUÍDA A REVISÃO DO BANCO DE QUESTÕES

“O ICSS optou por se antecipar e promover um incremento significativo do seu banco de questões. O processo ficou muito mais completo e atende as novidades da legislação. O exame de certificação por prova será mais competitivo”. A avaliação é de Flávio Rabelo, responsável pela coordenação do projeto de revisão do banco de questões do ICSS.

O projeto foi concluído no mês de novembro e consistiu na atualização das 522 questões originais e também no acréscimo de 33% questões novas.

Para isso, foi reunida uma equipe interdisciplinar de especialistas com atuação nas diferentes áreas que envolvem a gestão de uma entidade fechada de previdência complementar: atuarial, jurídica, financeira, administrativa, auditoria, fiscalização e governança.

“O papel do dirigente e do conselheiro da EFPC é muito importante para a sociedade. A gestão de uma EFPC possui ramificações em diversas áreas, então o que o exame pede do candidato é exatamente o que será exigido dele no desempenho da função”, explica Rabelo, que atua na Previdência Complementar fechada desde 1987.

Certificação por prova
Para ter bom desempenho no processo de certificação por prova, observa Rabelo, é preciso estar a par da legislação (disponível de forma acessível e compilada no portal da Abrapp e site da Previc) e também estudar a bibliografia sugerida pelo ICSS ao participante.

O exame de certificação por prova, explica ele, segue um balanceamento entre questões fáceis e outras mais complexas, de forma a tornar a avaliação rigorosa, abrangente, mas com caráter realista.

“Não estamos falando de um grande dispêndio de tempo com o estudo, é apenas um tempo razoável. Nós sabemos que o profissional está trabalhando, ele não é um estudante. Então, o que se exige é o conhecimento básico. Estamos cobrando aquilo que será demandado do profissional no seu dia a dia”, completa.

Reconhecimento
Autor de diversos trabalhos acadêmicos no âmbito da Previdência Completar, Flávio Rabelo destaca que foi uma grande honra e reconhecimento profissional coordenar um projeto dessa envergadura para o ICSS, um órgão que tem forte empenho na Previdência Complementar e um propósito social muito claro.

“A certificação é um processo consolidado em vários países e é muito importante para o nosso Sistema. Porque atesta a capacidade do profissional que administrará, entre outros aspectos, recursos que têm um propósito fundamental para a vida de milhares de pessoas. Quando você está gerindo recursos de terceiros, você tem que ter o dever fiduciário”, completa Rabelo.

 

Voltar

ICSS 2015 - Todos os direitos reservados
O Informe ICSS é uma publicação mensal do Instituto de Certificação dos Profissionais de Seguridade Social.
Ano II – número 13 – Novembro/Dezembro Jornalista Responsável: Débora Soares
v