Edição Extra
ADEUS, 2015. SEJA BEM-VINDO, 2016!

Membros do Conselho Diretor destacam as realizações do ano e revelam suas perspectivas para o último ciclo do mandato em 2016.

Mais perto dos profissionais - Talvez a conquista mais importante de 2015 tenha sido aquela que pavimentará o caminho para as próximas: a aproximação com as fundações. Esse fato mereceu destaque na visão dos três membros do Conselho Diretor.

Ao longo do ano, o presidente do Instituto, Vitor Paulo Gonçalves realizou mais de 40 visitas às associadas, reunindo-se com seus gestores ao redor do País. Foram feitas também reuniões com associações de classe, como a Anapar, e instituições referência em seus setores de atuação.

A realização do primeiro webinar do ICSS, em 25 de novembro, sobre as novas regras que regulamentam a certificação, também se destacou como um ponto alto de interação com as entidades. Participaram do evento mais de 120 associadas.

“Eu acho que conseguimos fazer uma mudança, neste ano, sobre a percepção de valor do ICSS. Hoje contamos com uma participação muito mais ativa dos profissionais que integram o Sistema”.

Os desafios para 2016, na opinião de Vitor, consistem na consolidação dos novos processos que envolvem a certificação, como a modalidade de certificação por capacitação, e o incentivo ao Programa de Educação Continuada. 

Vitor ressalta que o ICSS também vai se preparar, a partir do próximo ano, para uma agenda futura, voltada à certificação aplicada a processos. “É um assunto que merecerá muito estudo ainda. Existe um limiar de conhecimento e operacionalização a ser vencido, então precisamos nos preparar para isso. Mas é algo que está no nosso radar”.

Colaboração das associadas - “Este ano foi bastante produtivo. Não só por nossa atuação, mas também pela receptividade das entidades visitadas e por alguns acontecimentos do Sistema, de forma geral”, avalia Liège Ayub.

Na visão da diretora, um dos destaques de 2015 foi a revisão do Banco de Questões, utilizado há cinco anos no exame da Certificação por Prova. “Era uma pendência que existia, pois desde sua criação o Banco de Questões ainda não havia sido atualizado. Realizamos um esforço muito grande, possibilitado pela confiança e a contribuição das associadas, para que isso pudesse acontecer”, acrescenta Liège, que também é diretora-presidente da Fundação Sabesp de Seguridade Social - Sabesprev.

A nova bibliografia da Certificação por Prova, decorrente da atualização, será implementada ao longo do primeiro trimestre de 2016. Durante essa transição, o ICSS disponibilizará a bibliografia atual e a nova para que os candidatos possam se programar e tomar conhecimento, com antecedência, dos tópicos que passaram por revisão

Além do Banco de Questões, o ICSS também está atualizando o regulamento da Certificação por Experiência e do Programa de Educação Continuada (PEC), considerando a realidade e as sugestões feitas pelos profissionais do mercado.

A soma de esforços com as associadas também abriu caminho para avanços importantes nas normas que regem a certificação. Trata-se da publicação das Resoluções nº 19 e nº 21, neste ano, pelo Conselho Nacional de Previdência Complementar. “Sabemos que existem questões a serem definidas pelo órgão de fiscalização, mas já foi um grande avanço”, completa a diretora, lembrando que as dúvidas do mercado foram encaminhadas à Previc pelo ICSS.

Novas fronteiras - O convênio de cooperação com a UniAbrapp para a implementação da certificação por capacitação também foi um dos destaques deste ano e é uma grande aposta para 2016, observa Carlos Frederico Duque, diretor do ICSS e diretor-superintendente do Instituto Infraero de Seguridade - Infraprev.

“Fred” (como é conhecido no âmbito do Conselho), acrescenta que o convênio é uma conquista e um marco que inaugura uma fronteira cooperativa muito interessante: de um lado, a UniAbrapp atua na formulação de programas educacionais e na identificação dos elementos-chave de competência requerida para as funções do exercício profissional; do outro, o ICSS na etapa final desse processo, atestando o nível de conhecimento adquirido, através dos programas de certificação.

“Eu vejo que o setor de Previdência, onde se inserem Abrapp, ICSS, Sindapp e UniAbrapp, está trabalhando harmonicamente, e de maneira muito intensa, em favor dessa agenda de capacitação e de certificação profissional, aspectos cada vez mais valorizados, e de medidas que fortaleçam a governança das entidades”.

O diretor acrescenta que o ICSS está buscando novas fronteiras de atuação. Uma de suas propostas, por exemplo, é que o Instituto de Certificação, em parceria com instituições de ensino, incentive a realização de programas de formação, voltados para a seguridade, dentro das empresas patrocinadoras. Tal iniciativa - oportunidade a ser estudada – daria contribuições importantes ao processo sucessório e a continuidade da boa governança nas fundações.

“Hoje nos dedicamos aos profissionais que estão no exercício de suas funções nas entidades. Vejo um grande potencial, por meio de parcerias na área de educação, de contribuirmos para a formação da próxima geração de profissionais, os dirigentes e conselheiros do futuro”.

Voltar

ICSS 2015 - Todos os direitos reservados
O Informe ICSS é uma publicação mensal do Instituto de Certificação dos Profissionais de Seguridade Social.
Ano II – número 14 – Edição Extra Jornalista Responsável: Débora Soares
v